O saladão da corrupção

Roubaram bonito os cofres públicos de São Paulo, a capital. E agora é aquela nada afinal é fogo amigo briga entre aliados. Kassab diz que não foi ele quem indiciou os ladrões. O Haddad atingiu em cheio um aliado. Agora um colaborador do próprio Haddad é citado por ter recebido uma graninha básica de 200 mil reais. Haddad já veio em defesa do colaborador que garantiu que não recebeu nada. E ia revelar? Enfim criou-se um saladão da corrupção. As alianças políticas se estendem a roubalheira dos cofres públicos. Mas logo passa… todos estarão rindo tomando um uisquezinho…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *