Arquivo da tag: Emasa

Compartilhando mais uma denúncia… de perder o fôlego

Na noite dessa quarta-feira (1o) o vereador Ary Souza (PSD) denunciou suspeitas de fraude na licitação do parque linear do Canal Marambaia, ao Ministério Público de Balneário Camboriú. A representação foi dirigida à 9a Promotoria de Justiça da moralidade administrativa, demonstrando que houve vícios no processo. Foi feita uma contratação por carta convite com o chamado de três empresas. Uma delas não desenvolvia atividades de urbanização e não teria como participar da licitação. Através de declaração, o sócio-administrador de outra empresa disse que não participou da licitação e nem sabe onde fica a sede da prefeitura de Balneário Camboriú, levando a entender que um dos envelopes da proposta foi manipulado. A vencedora do certame foi a Arqui Pólis, de propriedade do arquiteto Ênio Faquetti, integrante também do conselho da cidade. “O processo está aparentemente maculado, assim como outras licitações realizadas nesse município, que são investigadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco)”, ressalta o vereador.

BOMBA! BOMBA! BOMBA!

10704782_10152482249290318_312969058_n

A grande maioria dos condomínios de BC deverá ter uma surpresinha na próxima conta de água. A circular já rolou (veja na foto). Trata-se da mudança dos cálculos por conta de uma confusão envolvendo até MP. Na justificativa, a Emasa cita uma recomendação de isonomia para todos os condomínios pelo MP, sob a ameaça de acusação de renúncia de receita. Por isso a confusão, pois não acredito que o MP, uma instituição que defende os interesses da população iria ser o responsável por esta decisão. Pensa que é pouco? Vamos aos considerandos: Mais de 80% dos condomínios de BC contam com um só relógio (os mais moderninhos têm leitura individual dos apartamentos). Então o cálculo é sobre este relógio.

Provoquei um síndico que parecia não estar muito ligado com a dimensão da coisa. Ele chamou o advogado e fizeram o cálculo da próxima conta: Dos 4,5 mil – só de água – pago em média, por mês, a conta somará 11,3 mil. Já imaginou a bolada? O mais estranho é que está tudo muito quieto. A indignação, por enquanto, está nos papos de quem já tem conhecimento do tarifaço piriquitiano. Quando chegar a conta, sai da frente. E atrasem a entrega para depois do dia 5 de outubro para não prejudicar a candidatura dos apoiados pelo governo.

Comentei sobre o assunto com um empresário peso pesado da cidade e ele afirmou, puto da cara: “Acho inconstitucional e ilegal. Vai chover processos contra a Emasa”. É o que acho, também. 

Do Aderbal Machado, assessor da Emasa

“Quanto ao problema apontado pelo Condomínio Bella Praia, segundo nossa diretoria técnica, a Emasa está avaliando a causa real da falta de água para se manifestar a respeito e tomar as devidas providências com toda a rapidez possível. Pode-se afirmar, contudo, ser irreal a afirmação de que “cortou-se a água do local para liberar aos turistas”. A capacidade de oferta de água da Emasa é suficiente para mais de 200 mil pessoas fora da temporada (35 milhões de litros/dia) e não necessita – e nem poderia -, de reduzir o abastecimento de uma região para servir a outra. Estaremos oferecendo informações sobre o assunto e anunciando as medidas adotadas”. Falou Deba, obrigado.

Do Jackson, tudo em caixa alta

“VENHO ATRAVÉS DESTE ESPAÇO, PROTESTAR PELA FALTA DE COMPETÊNCIA DESSA EMASA E TAMBÉM DESSA ADMINISTRAÇÃO, PEDIRAM OS NOSSOS VOTOS PARA SE REELEGEREM, AQUI NO BAIRRO SÃO JUDAS, E AGORA SIMPLESMENTE, CORTAM A NOSSA ÁGUA, ONDE NUNCA TIVEMOS PROBLEMAS, PARA LIBERAREM PARA OS TURISTAS DO CENTRO E DOS OUTROS BAIRROS CENTRAIS, E A GENTE FICA CHUPANDO O DEDO! ESSA É UMA INDIGNAÇÃO DE TODAS AS 127 FAMILIAS DO CONDOMÍNIO BELLA PRAIA I PRÓXIMO AO POSTO DO PA”. Fala Emasa, a empresa pública que se comporta como privada!!