Arquivo da tag: Manifestações

O pau tá comendo

Trocando mensagens com Michel de Souza que produziu o doc No Olho do Furacão nos primeiros dias das manifestações de junho no Rio de Janeiro, ele revelou que a coisa agora tá feia. É batalha mesmo. Olha o que ele disse: “Rapaz, o bicho tá pegando. Estou em todas aqui. Ontem foi violento o negócio, dos dois lados. Antes era mais seguro ficar no lado dos manifestantes porque você não levava pedrada, mas com os tiros de borrachas ficou mais seguro ficar do lado dos policias. Agora com coquetel molotov não tem lado seguro mais”. Para quem não viu o belo exercício de fotojornalismo de Michel com mais de meio milhão de visualizações, veja aqui.

 

Modelos de mobilização conta com bolsa passeata

Enquanto aqui tudo acabou em tapinha nas costas e sorrisos com o prefeito ERD, no Brasil afora o pau comeu ontem agora com a adesão das centrais sindicais que colocaram na rua seu estilo diferenciado das mobilizações de junho. Carros de som, palavras de ordem e cachê para manifestantes. O pagamento de 50 a 70 per capita já foi batizado de bolsa passeata.

Parece que o Rio de Janeiro que mais mobilizou gente nas ruas. Uma mistura de tudo e de todos. As cenas em frente ao Palácio Guanabara foi literalmente de guerra. O sr. Cabral deve estar c… fino.

E assim caminha a humanidade

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE ADIAMENTO DA REUNIÃO QUE SERIA HOJE COM O PREFEITO PARA A RESPOSTA DAS REIVINDICAÇÃO QUE APRESENTAMOS NA CÂMARA.

Boa tarde

Venho por meio deste informar que a reunião prevista para a data de hoje, 03 de julho de 2013, quarta-feira, precisará ser adiada.

O motivo se dá pelo fato da Secretaria de Saúde do Estado de Santa Catarina ter agendado reunião em caráter de urgência com Prefeito Municipal, objetivando discutir os investimentos relacionados a esta área, no dia de hoje, 03 de julho de 2013, no período vespertino, na sede do respectivo órgão, em Florianópolis/SC.

De toda forma, cabe aqui destacar, que esta Municipalidade está agindo com a responsabilidade lhe cabe e com o devido respeito que o Movimento Popular “Não é só por R$ 0,20” merece.

Para tanto, por força de incompatibilidade de agenda e dos compromissos já assumidos anteriormente pelo Prefeito Municipal, somados ao fato de estarmos elaborando documento respondendo a todos os questionamentos e sugestões apresentadas na Pauta de Reivindicações, de forma detalhada, instruída de documentos, projetos e relatórios, para melhor esclarecimento dos fatos, sugerimos que a reunião seja remarcada par o dia 08 de julho de 2013, no período vespertino.

Ressalta-se ainda, que está sendo providenciada cópia integral do Processo Licitatório da Obra da Passarela da Barra, conforme reivindicação, sendo que para tanto, foi disponibilizado um servidor público municipal para providenciar a retirada das cópias, que somadas chegam ao montante de seis volumes.

Quanto aos projetos do Centro eventos e Revitalização da Avenida Brasil, serão disponibilizadas cópias, que estão sendo providenciadas em empresa privada, haja vista que o Município não possui máquinas fotocopiadoras que reproduzam os projetos em pranchas.

Ademais, o Prefeito Municipal é o revisor decisivo do documento que está sendo elaborado, dependendo portanto, da compatibilidade de horários que já haviam sido previamente agendados.

Por fim, informamos que segunda-feira, dia 08 de julho de 2013, é data final e improrrogável, para a realização de tão importante reunião.

Sem mais, renovamos votos de estima e apreço.

Atenciosamente,

Assessoria de Gabinete
Prefeitura Municipal Balneário Camboriú

Eles ainda não entenderam

Plebiscito para orientar uma reforma político é parte de um todo não é um todo como a classe política vem tratando. Volto a insistir: o alvo é a classe política. Então, que tirem a cabeça do buraco e ouçam a voz rouca das ruas. É simples. Qual o custo de um congresso nacional? E do Executivo federal? E por aí vai. Depois de tantos anos legislando em causa própria e criando privilégios, a gordura cresceu muito. Anunciem cortes de gastos públicos. Acabem com os privilégios que ganharão o povo. Não duvido nada que o foco das próximas manifestações seja não queremos plebiscito.

Os políticos sem sangramento

1744614

Faço uso da capa de hoje do francês Liberation para – como diz um amigo meu – assuntar sobre o que foi recentemente anunciado pela presidente do país e seus asseclas – inclusive a Ideli Salvatti (… pois é). Parece o paraíso por decreto, não parece. Colocaram a placa fechado para balanço prometendo muitas reformas, mas, em nenhum momento, vi, li ou ouvi que a classe política vai “sangrar”. Plebiscito para uma nova Constituinte não “sangra” a classe política. Reforma política, outra providência da pauta, está super vago. Tem que dissecar o que vem a ser esta reforma política. Por enquanto, fica a interrogação da manchete do jornal francês.