Arquivo da tag: Prefeito ERD

Cara, eu não acredito

Todo mundo que acompanha o noticiário sabe do novo impulso do prefeito ERD: ser candidato a governador. Enquanto a cidade se esfarela agora seu ego pede por mais poder. Ok, tudo certo. Só que estou lendo agora que o prefeito foi a Brasília se encontrar com o vice presidente da república com cara de mordomo do personagem do Agildo Ribeiro. Motivo: pedir a benção para seu impulso. E ainda levou a tiracolo os vereadores Nilson Probst e Robertinho. Aí já é demais. Bem, de menos se bancaram tudo do bolso, o que não acredito.

Deus: novo secretário de Saúde

O prefeito ERD deve assumir a secretaria de Saúde a partir do dia 2 de maio. Incrível a versatilidade de nosso prefeito. Depois de uma temporada na educação, agora ele revela sua vocação na área da saúde. Com um prefeito desses não precisa de colaboradores. Em tempo: desconfio que ele vai assumir porque nenhum dos que foram convidados toparam a bucha. Enquanto isso arrasta-se a dança do secretariado. As melancias da primeira gestão estão todos nos seus devidos lugares e a salada partidária que sustenta o governo azedou.

Prefeito ERD: condenado monetário

O prefeito ERD e seu vice, Claudio Dalvesco, estão livres da cassação, mas tiveram sua culpa confirmada em segunda instância na rumorosa decisão da cidade “esverdeada” em primeira instância. Pena? Monetária. 17 paus até segunda ordem. Tanto prefeito quanto seu vice acumulam multas enquanto no exercício do cargo. Já perdi as contas do valor a ser pago a justiça, sem contabilizar aqui o preço do advogado que não deve ser pouco. O prefeito ERD já andou reclamando que não tem dinheiro para pagar e que “preferia” ir preso. Claro que é pura retórica. De alguma forma ele irá pagar, imagino eu. Todas essas multas representam uma só decisão: culpado.

Vai começar tudo de novo

O TSE decidiu: contas de campanhas rejeitadas tornam os tais candidatos inelegíveis. Por aqui geram diversas expectativas. Na oposição, a possibilidade de ter o forte candidato Piriquito fora da disputa. No Lado da situação, a possibilidade de ter o forte candidato Piriquito fora da disputa. A oposição tá na dela, mas a situação… todos aqueles que juram amor ao prefeito ERD colocarão as manguinhas de fora e buscarão ocupar espaço. O pau vai comer. E o prefeito ERD? Bem, o prefeito ERD volta a conviver com o fantasma (que não é o Waldemar) da inelegibilidade. Seu papel agora é bancar advogados para tentar junto ao “caso a caso” que a Justiça Eleitoral deverá decidir o “quem é quem” nesse emanharado todo. No Brasil, nada é definitivo, nada é absoluto, tudo é relativo, inclusive as decisões de nossa egrégia justiça.

Prefeito ERD, pode apertar o cinto

Lei orgânica: Art. 69. – O Prefeito e o Vice-Prefeito, quando no exercício do cargo, não poderão, sem licença da Câmara Municipal, ausentar-se do Município por período superior a quinze dias, sob pena de perda de cargo ou de mandato. Portanto… boa viagem!! Mas não vai gastar muito!! Obs: a informação privilegiada permite ao jornalista que vá junto para a Califórnia… tudo pago… hua hua hua…

Bye bye AMFRI

Nada pessoal, segundo afirma, mas o prefeito ERD anunciou que BC está fora da AMFRI. Tá certo, a AMFRI não cumpre lá com o seu papel, mas seria um importante instrumento para gerar ações conjuntas entre municípios que praticamente estão colados uns nos outros. Diz a lenda que o prefeito ERD nunca pisou numa reunião da AMFRI, ou seja, sempre tratou a insituição com desdém. Nosso prefeito nunca foi muito chegado nos democratas que não pensem como ele então, ao invés de buscar uma AMFRI representativa, simplesmente cai fora sob o argumento que está jogando dinheiro fora. Nada pessoal, que seja bem entendida a decisão do prefeito ERD.

O jeito provinciano de ser

O prefeito ERD assumiu sua condição de animador de auditória colocando de escanteio seus locutores “oficiais”. Pelo menos em três noites do carnaval sem samba da prefeitura ele assumiu o microfone no palco a la Rock in Rio (como disse o secretario de turismo). BC é vendida como um destino maravilhoso, moderno, blá blá blá, mas é uma província. A atitude do prefeito ERD demonstra bem isso. O que ele quis com isso? Angariar votos? Aposto que o público que esteve lá nestas noites todas ou é turista ou são os provincianos que já votam no jeito Piriquito de ser. Aquilo lá não é carnaval. Uma programação dessas poderia ser distribuida nos finais de semana durante a temporada de verão. Seria uma oportunidade do animador de auditório atingir públicos diferentes.

Exclusivo: Prefeito ERD decreta que turista médio de BC não tem onde cair morto

Quero acreditar que o prefeito ERD se expressou mal, ou foi um mal entendido, ou o jornalista que assina a matéria oficial (que tá no site da prefa) não interpretou direito, ou faltou explicar o que se trata as tais “pesquisas realizadas no mercado turístico”, mas o fato é que se o gasto diário médio de um turista é de 86 reais constata que o nosso turismo vai de mal a pior. Calculando: um turista tem que gastar 20 reais com alimentação, mais 5 reais de ônibus, não vai em nenhuma atração turística paga, sobram 10 reais se este mesmo turista está pagando 50 reais uma diária. Ou seja está hospedado quase que numa espelunca ou numa casa de excursão. Vixe!!

Recebi na assessoria do Claudir Maciel

Líder da oposição consegue redução da taxa de lixo Um projeto desenvolvido pelo vereador Claudir Maciel (PSD), em maio de 2011, será aplicado pela Prefeitura e vai permitir a redução do valor da taxa de lixo cobrada diretamente à população pela empresa Coneville, responsável por prestar também o serviço de coleta em Balneário Camboriú.A proposta do parlamentar é que o serviço de “varrição de ruas”, um dos ítens previstos no contrato da concessionária com o município fosse excluído da lista de atividades praticadas. Há entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) de que a varrição de ruas é de responsabilidade do município e não pode ser terceirizada, pois já está inclusa na verba recolhida pelo IPTU.Na época da discussão, o prefeito Édson Piriquito (PMDB) vetou o projeto apresentado pelo vereador Maciel e teve o veto derrubado por sete vereadores: José Hanníbal (PP), Orlando Angioletti (DEM), Dão Koeddermann (PSD), Jogão Miguel Tatá (PSDB), Silvia de Mello (PSDB), Moacir Schmidt (PSDB) e Claudir Maciel (PSD). AplicaçãoMesmo resistente à diminuição da taxa de lixo à época, o prefeito voltou atrás. Incluiu a varrição de ruas entre as atividades da Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa) e ainda nesse mês de fevereiro pretende enviar à Câmara de Vereadores dois projetos de lei para diminuição desse encargo, que é cobrado direto à população.Os projetos buscam sub-rogação do contrato de concessão nº 83/1997, onde o município passa os serviços de varrição de rua e limpeza urbana hoje de responsabilidade da Coneville, para a Emasa. “Somente com a aprovação será concretizada a redução da taxa de lixo”, salienta Piriquito. PORQUE DA ÍNTEGRA: decidi colocar na íntegra para mostrar como as coisas funcionam na política de BC. O prefeito ERD continua no seu país das maravilhas, feito Alice, só ele existe, mais ninguém.

E a revolução continua

Depois de um desgaste por conta de alguns erros de execução de suas obras, o prefeito ERD coloca a cabeça para fora do ninho para anunciar mais e mais obras para BC. A controversa passarela sobre o Rio Camboriú, a Interbairros, mais uma avenida paralela a Palestina e outras mais fazem parte do pacotão de 2012. Estamos em ano de eleição e o prefeito precisa, mais do que nunca, estar com a imagem em alta. Só espero que se esmerem pela qualidade das obras. Que assim seja.

Prefeito ERD é o mais viajandão do ano

Levantamento realizado pelo Diarinho indicou o prefeito ERD como o que mais viajou entre os prefeitos da região. Deixa o cara viajar, conhecer novos horizontes. Pode ser que contribua para a cidade. Ele não tem referências, pois praticamente só conhece a nossa cidade. Com mais viagens ele vai perceber que o que ele está fazendo em BC está bem abaixo da média e que sua obras inacabadas não tem referência em destinos turísticos espalhados pelo mundo. Deixa ele apertar o cinto!